Alexanialexy_____________city’s Weblog

maio 12, 2008

Prêmio Darcy Ribeiro de Educação.

Filed under: Sem-categoria — AlexâniAlexy___City Vlogcasting TV. @ 7:19 pm

Apresentação

Encerra-se em 31 de maio o prazo para indicações à Edição 2008 do Prêmio Darcy Ribeiro de Educação, criado para contemplar pessoas ou entidades, cujos trabalhos ou ações merecerem especial destaque na defesa e promoção da Educação no Brasil.

As indicações dos concorrentes somente poderão ser feitas por membro do Congresso Nacional e entregues na Secretaria da Comissão de Educação e Cultura (Câmara dos Deputados, Anexo II, Pavimento Superior, Ala C, sala 170).

As indicações devem ser apresentadas em forma de relato sintetizado da ação educativa desenvolvida, devidamente fundamentado, com dados qualificativos e informações comprobatórias de adequação dos indicados ao Prêmio;

O relato poderá ser acompanhado de material iconográfico e audiovisual ou qualquer outra espécie de material ilustrativo, que possibilite melhor caracterização da ação educativa;

É vedada a indicação para o Prêmio de ações educativas promovidas pelo Ministério da Educação em decorrência de seus programas de trabalho, exceto aqueles desenvolvidos em regime de parceria, ainda que tenham contado com apoio oficial expresso;

É vedada, também, a indicação de nomes de parlamentares que estejam em pleno exercício de seu mandato ou, ainda, de personalidades integrantes de conselhos ou colegiados vinculados ao Ministério da Educação.

Agenda Cultural 2009 _ Câmara dos Deputados _- Artes Plásticas e Fotografia _ EDITAL

Filed under: Sem-categoria — AlexâniAlexy___City Vlogcasting TV. @ 6:45 pm

Agenda Cultural 2009 – Artes Plásticas e Fotografia

EDITAL

Estão abertas  de 1º de agosto á 31 de outubro de 2008 as inscrições para a AGENDA CULTURAL 2009 do ESPAÇO CULTURAL DA CÂMARA DOS DEPUTADOS, que tem como objetivo proporcionar à sociedade eventos de valor cultural, com a participação de artistas consagrados e de novos talentos da arte contemporânea.

Os artistas e/ou produtores interessados em apresentar projetos para exposições individuais ou coletivas de artes plásticas e fotografia, nos espaços da Câmara dos Deputados em Brasília, deverão inscrever-se mediante o envio de dossiê. Terão preferência, na seleção, artistas cujos trabalhos não foram apresentados no ano anterior.

 

DOSSIÊ

Formulário de Solicitação devidamente preenchido, com currículo sucinto do artista, limitado à sua formação artística, Termo de Responsabilidade e Autorização de Veiculação de Imagem assinados pelo responsável direto.

Entrevista Biográfica

Material de exposições anteriores (recortes de jornal, críticas da imprensa, fotos, catálogos, etc).

Fotos ou xerox colorida: mínimo de 4 e máximo de 10 (tamanho mínimo: 10×15 e máximo A4) das obras que sejam representativas do estilo/técnica a ser usada na exposição. As fotos deverão estar identificadas com título da obra, data, técnica e dimensões.

A proposta da exposição deverá mencionar técnica, materiais utilizados, dimensões e quantidades aproximadas das obras. Caberá ao Espaço Cultural a definição do período e a indicação final do espaço, tendo em vista as particularidades de cada ambiente.

OBS: Trabalhos experimentais que explorem suportes e materiais não usuais deverão vir acompanhados de ilustrações, esquemas ou maquetes e texto explicativo sobre o manuseio e montagem dos mesmos.

 

DOCUMENTAÇÃO

Cópia do Documento de Identidade e CPF; ou no caso de representante legal, cópia do Documento de Identidade e CPF, bem como procuração do artista com assinatura em cartório.

ENTREGA

O dossiê e a ficha de inscrição preenchida deverão ser entregues em envelope ou embalagem apropriada, com o nome e endereço completo do remetente, diretamente no Espaço Cultural ou enviados pelo correio, com data de postagem até o dia 31 de outubro de 2008, inclusive.

Não serão aceitas propostas enviadas por e-mail ou fax.

SELEÇÃO

As propostas recebidas ficarão sujeitas à seleção da Comissão Consultiva do Espaço Cultural da Câmara dos Deputados.

A seleção da proposta não implicará na garantia de pauta, que só se efetivará com a assinatura do Termo de Responsabilidade de uso dos espaços da Câmara dos Deputados.

Os selecionados ficam impedidos de modificar o projeto apresentado, salvo expressa autorização do Espaço Cultural da Câmara dos Deputados.

 

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO

Adequação do projeto ao espaço físico.

Qualificação do projeto: originalidade, qualidade técnica e contemporaneidade da proposta.

Grau de expectativa de interesse do público: projeto inédito, atratividade do tema.

Perspectiva histórica e de contribuição ao enriquecimento sócio-cultural da comunidade.

Adequação à imagem institucional da Câmara dos Deputados.

 

DOAÇÃO

O artista que utilizar as dependências da Casa para apresentar seus trabalhos deverá destinar, gratuitamente e em caráter definitivo, uma das obras expostas, a ser selecionada pela Comissão de Seleção de Obras de Arte da Câmara dos Deputados, bem como ceder o direito de uso de imagem da mesma. A doação será feita mediante termo próprio, ao qual será anexado o respectivo certificado de autenticidade da obra.

 

PROPOSTAS APROVADAS

Os selecionados cujas propostas forem aprovadas para a pauta 2009 serão comunicados por escrito, com a indicação do local da exposição e deverão obrigatoriamente retornar também por escrito ao Espaço Cultural, confirmando seu interesse em realizar a exposição e a concordância com o ato de doação, sob pena de cancelamento da respectiva pauta.

 

COMERCIALIZAÇÃO

Fica a critério do proponente a comercialização ou não das obras, não sendo autorizadas, porém, abordagens comerciais aos visitantes da mostra visando a venda, nem a colocação dos preços nas respectivas etiquetas. Os preços das obras poderão constar em listagem específica, disponibilizada na sala de exposição ou recepção dos espaços.

A negociação deverá ser feita diretamente entre o proponente e o comprador, isentando-se a CÂMARA DOS DEPUTADOS de qualquer responsabilidade ou participação nessa transação.

As obras vendidas somente poderão ser retiradas dos espaços ao término da exposição.

Não será permitida a afixação da indicação “vendido” nas obras. A entrega das obras aos compradores será de inteira responsabilidade do proponente.

DIVULGAÇÃO

Caberá ao proponente a divulgação de sua exposição junto aos meios de divulgação externos.

Deverá constar, obrigatoriamente, em todo e qualquer material ou meio de divulgação, o crédito “CÂMARA DOS DEPUTADOS” e “ESPAÇO CULTURAL”.

No caso de material impresso e mídia eletrônica, deverá ser inserida a logomarca da CÂMARA DOS DEPUTADOS fornecida pela mesma, juntamente com as normas para suas aplicações que deverão ser rigorosamente seguidas.

É obrigatória a inserção dos seguintes termos: “CÂMARA DOS DEPUTADOS apresenta”, “Apoio Cultural” e/ou “Realização”, conforme acordado com o Espaço Cultural da CÂMARA DOS DEPUTADOS.

A arte-final do material de divulgação deverá ser apresentada ao Espaço Cultural da CÂMARA DOS DEPUTADOS, para aprovação antes da impressão, visando inibir erros de inserção da logomarca da CÂMARA DOS DEPUTADOS, endereçamento, nomes e outros dados relativos ao evento.

O material produzido em desacordo com o estipulado e sem aprovação do Espaço Cultural da CÂMARA DOS DEPUTADOS, implicará, necessariamente, no seu recolhimento e em nova confecção às expensas do proponente.

O material necessário, pré-releases, fotos, VT (custos pagos pelo proponente), deverá ser entregue com uma antecedência mínima de 30 (trinta) dias da data definida para a abertura do evento artístico e nas quantidades solicitadas pelo Espaço Cultural da CÂMARA DOS DEPUTADOS, para aprovação.

Cabe ao proponente a afixação dos cartazes fora das dependências da CÂMARA DOS DEPUTADOS e também quaisquer taxas de afixação ou multas por colocação em locais proibidos.

DISPOSIÇÕES GERAIS

A CÂMARA DOS DEPUTADOS compromete-se apenas com a cessão gratuita dos espaços.

A montagem da exposição, bem como as despesas dela decorrentes, tais como contratação de transporte, recepcionistas, montadores, serviço de bufê, confecção de material promocional, divulgação na mídia externa, locação de painéis, suportes e luminárias são de responsabilidade do interessado.

Cabe à CÂMARA DOS DEPUTADOS a entrega e manutenção dos espaços em condições de funcionamento, não ficando, entretanto, responsável por eventuais furtos ou danos verificados nas obras durante o período de permanência da exposição.

A CÂMARA DOS DEPUTADOS não se responsabilizará por qualquer pagamento devido pelo proponente em virtude da exposição realizada, nem responderá por qualquer transgressão às leis por ele praticada.

O Espaço Cultural da CÂMARA DOS DEPUTADOS disponibilizará aos aprovados plantas baixas com as respectivas medidas dos espaços.

Caso ocorram danos aos equipamentos ou instalações da Instituição CÂMARA DOS DEPUTADOS, ocasionados pelo proponente ou sua equipe, durante os períodos de montagem/exposição/desmontagem, os ônus de reposição/ressarcimento serão de responsabilidade do proponente.

Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão Consultiva do Espaço Cultural da CÂMARA DOS DEPUTADOS.

ESPAÇO CULTURAL

Entrega do Projeto:

ESPAÇO CULTURAL ZUMBI DOS PALMARES

Palácio do Congresso Nacional
Câmara dos Deputado Anexo I – 21º andar – sala 2109

Brasília – DF
CEP: 70.160-900
Telefones: (61) 3215-8080 e 3215-8081 Fax 3215-8091
Horário de recebimento: de segunda a sexta-feira de 9 às 18 horas

 

 

Artistas de Olhos d’Água apresentaram a exposição Fios e Fibra e Fotos de Olhos d’Àgua

Filed under: Sem-categoria — AlexâniAlexy___City Vlogcasting TV. @ 6:45 pm

Artistas de Olhos d’Água:

Exposição _ Fios e Fibra e Fotos.

Artistas de Olhos d\'Água apresentaram a exposição Fios e Fibra e Fotos

 

A exposição Fios e Fibra e Fotos de Olhos d’Água  exibe 42 esculturas de Fatinha, 10 tapeçarias de Beto Bastos e 20 fotos de Anna Izabel. Os três se reuniram para mostrar o rico artesanato produzido hoje naquele distrito de Alexânia, em Goiás. A mostra poderá ser vista no Espaço do Servidor, de 17 a 26 de abril, de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h30.

Até 1974, Olhos d’Água era um lugarzinho perdido no meio do caminho entre Goiânia e Brasília. Descoberto seu artesanato por pesquisadores da UnB, o lugar começou a ser conhecido por sua Feira de Troca – hoje em sua 68 ª edição – que atraia gente de todos os lados. Uma das atividades que sempre se mostrou viva no lugar foi a tecelagem introduzida ainda pelo colonizador português. Boa parte das obras é produzida em teares de madeira com mais de 60 anos.

Fatinha e seus materiais

Foi neste universo que mistura tradição, cultura, tecnologia e criatividade que surgiu Fatinha uma autêntica artista popular, filha e neta de tecedeiras, que elabora suas esculturas usando fibras de bananeira, palha de milho, bucha, cabaças, algumas sementes, flores secas e outras matérias-primas do cerrado. Da alma do povo, a artista absorve a iconografia do folclórico e do religioso: “Recolho, dou tratamento e trabalho as fibras, suas texturas, suas cores e seus desenhos. São tonalidades colocadas ali pela natureza – tons que se degradam e reintegram retratando o tempo da planta em sua breve existência. Nas fibras estão presentes a influência da luz do sol, a umidade da chuva ou da sua ausência nos longos períodos de seca, os nutrientes da terra nem sempre fértil. Quem pinta as fibras é o tempo, o clima, a natureza”, diz Fatinha, que devassa os caules, expondo-os ao sol, em longos varais até que suas matizes produzam sua forma definitiva. A artesã levou anos de pesquisa desenvolvendo tratamentos para tornar essa matéria-prima duradoura.

Nesta exposição, ela apresenta uma nova linha de pesquisa a partir da tradição africana – escravos, lavadeiras e roçeiros são resgatados de seus sonos. “As fiandeiras voltam a elaborar fios, os santos descem dos altares e transcendem seu valor religioso”, arrematou.

Beto tecendo flores

De Minas Gerais, outro artista que brotou em Olhos d’Água foi Beto Bastos, que domina as técnicas ancestrais da tecelagem como um verdadeiro mestre. Aprendiz das tecedeiras de Goiás, inspira-se em suas caminhadas pelo mato, observando as cores das flores, as formas das plantas retorcidas do cerrado, o emaranhado de texturas que se entrelaçam entre capins, cipós, ramos, galhos e folhas. “Daí surgem as tramas que entrelaçam os fios. Associo os tons de uma flor com os tons de um besouro que se move lentamente, uma borboleta que saltita de flor em flor”, explica. O resultado é tapeçaria com tramas compostas pelas cores e formas do cerrado, a que se junta a iconografia goiana ancestral.

A criação em fotogramas

 
Envolvida direta e espiritualmente com esse processo de criação, a fotógrafa Anna Izabel passou a registrar o trabalho desses artistas, especialmente o de Fatinha, instalando-se em seu local de trabalho. A idéia é revelar – por meio de imagens – as etapas do trabalho dessa artesã para que o público compreenda a complexidade da manufatura por trás da aparente simplicidade das formas.

OBS: As fotos da exposição estão no Banco de Imagens da Câmara dos Deputados. Para acessar entre na página da Câmara – http://www.camara.gov.br e clique em Banco de Imagens.

Artesãos de Olhos d’Água são finalistas no Prêmio Top 100 de Artesanato

Filed under: Sem-categoria — AlexâniAlexy___City Vlogcasting TV. @ 5:35 pm

Artesãos de Olhos d’Água são finalistas no Prêmio Top 100 de ArtesanatoArtesãos de Olhos d’Água são finalistas no Prêmio Top 100 de ArtesanatoArtesãos de Olhos d’Água são finalistas no Prêmio Top 100 de ArtesanatoArtesãos de Olhos d’Água são finalistas no Prêmio Top 100 de ArtesanatoArtesãos de Olhos d’Água são finalistas no Prêmio Top 100 de Artesanato

 
Artesãos de Olhos d’Água são finalistas no Prêmio Top 100 de Artesanato
Vencedores do prêmio terão seus produtos divulgados pelo Sebrae e ainda participarão de exposições itinerantes no Brasil e em outros países
 
 

Adrianne Vitoreli – Goiânia
O artesanato desenvolvido em fibras e fios, pela Comércio e Tecelagem Olhos d’Água, no município de Alexânia, a 112 quilômetros de Goiânia, é um dos sete trabalhos selecionados para a fase final do Prêmio Sebrae Top 100 de Artesanato, elaborado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). O prêmio tem como objetivo ampliar a visibilidade dos produtos artesanais, tornar a atividade ainda mais competitiva e melhor preparada para o mercado nacional e internacional.

Os artesãos José Roberto Rocha Bastos e Maria de Fátima Dutra Bastos, que trabalham na área há mais de 20 anos, produzem, na tecelagem, peças feitas com algodão em que todo processo é manual, desde a fiação, tingimento e elaboração das peças. São jogos americanos, colchas, passadeiras, tapetes, xales, que levam a iconografia de Goiás e imagens rupestres. “Trabalhamos por encomenda e acreditamos em um aumento da produção nesse segundo semestre”, frisa José Roberto.

Com fibras de folhas do cerrado são produzidas esculturas e peças para decoração. Durante anos de pesquisa na preparação da fibra (palha de milho, folha de bananeira), a artesã, conhecida como ‘Fatinha de Olhos d´Água’, explica que consegue retirar as fibras sem agredir o meio ambiente e produzir peças com durabilidade cada vez maior. “São esculturas maiores e de maior qualidade que comercializo para todo o Brasil e para outros países, como Inglaterra e Itália”, conta a artesã.

A empresa emprega diretamente 18 pessoas e indiretamente outras seis. Ter sido selecionado entre 540 inscritos para a final do Prêmio Sebrae Top 100 de Artesanato, foi, para José Roberto, um sinal de que o trabalho é reconhecido. “O prêmio é uma vitrine para os que trabalham com artesanato no País”, avalia o artesão.

Até a primeira quinzena de agosto, a comissão organizadora do Prêmio Top 100 de Artesanato já terá selecionado os 100 projetos que serão premiados. A informação é da gerente da Unidade de Acesso a Mercados do Sebrae Nacional, Raissa Rossiter. Como premiação, os vencedores receberão certificados, terão seus nomes e produtos divulgados no portal do Sebrae Nacional (www.sebrae.com.br) e ainda participarão de exposições itinerantes a serem realizadas por todo o Brasil e também em outros países. A solenidade de premiação, segundo Raissa, será nos dias 25 e 26 de outubro, em local a ser definido.

Serviço:
Prêmio Sebrae Top 100 de Artesanato

Comércio e Tecelagem Olhos d’Água: (62) 3322-6135
Unidade de Negócios Culturais e Turismo: (62) 3250-2235
Informações: www.sebraego.com.br
Agência Sebrae de Notícias (ASN Goiás): (62) 3250-2268

 

 

RESTAURANTE OLHOS DA LUA-O ESPAÇO QUE FAZ A DIFERENÇA OLHOS d’ÁGUA-GO

Filed under: Sem-categoria — AlexâniAlexy___City Vlogcasting TV. @ 5:31 pm

RESTAURANTE OLHOS DA LUA.

RESTAURANTE OLHOS DA LUA-O ESPAÇO QUE FAZ A DIFERENÇA OLHOS D\'AGUA-GO

 

 OLHOS’D’ÁGUA-GOIÁS.

 

(62) 3322.6283

(61) 9924.5504

CENINHA1@gmail.com <CENINHA1@gmail.com>

Blog no WordPress.com.